Vamos conversar sobre Gestão de Desempenho?

Em um mundo cada vez mais rápido, é inegável a necessidade de um processo mais veloz de Gestão de Desempenho.

Estabelecer metas, medir a performance, recompensar equipes e colaboradores constantemente e com agilidade são ingredientes básicos na receita das equipes com foco em resultados.

Não é à toa que empresas como Deloitte, Adobe, Dell, Microsoft, IBM, Accenture e GE têm feito esforços contínuos para substituírem seus métodos tradicionais de avaliação de performance.

Sim, elas “mataram” as avaliações anuais de performance.

O motivo?

Ora, estão optando por modelos mais dinâmicos de análise de desempenho e que, logo mais, você irá desvendar.

Disse um dos gerentes da Deloitte sobre as horas investidas pelas equipes no processo de avaliação anual de performance: “um investimento total de 1.8 milhões de horas não é mais compatível com as necessidades do nosso negócio.”

Em estudo realizado pelo CEB, os gerentes em média investem cerca de 210 horas – cerca de 5 semanas – para levar a cabo o processo de avaliação anual de performance.

É, sem dúvida, estamos em uma nova era…

Mas e você?

A sua empresa já se adaptou a esse novo cenário?

Continue lendo para conhecer a nova fase da gestão de desempenho.

Você também irá descobrir como a tecnologia pode ser usada a seu favor para motivar e engajar sua equipe em torno dos objetivos estratégicos da companhia.

Antes de mais nada, o que é gestão do desempenho?

gestao-de-desempenho-software-de-gestao-do-desempenho

Em “Handbook of Performance Management”, Michael Armstrong define gestão de performance como:

“um processo contínuo para melhorar o desempenho através da definição de metas individuais e coletivas alinhadas aos objetivos estratégicos da organização. Suas etapas incluem o planejamento para se atingir as metas,   monitoramento e uma constante avaliação do progresso, gerando insights sobre as habilidades e competências de cada pessoa dentro da equipe”.

Você percebeu o “segredo” escondido nessa definição?

… Constância!

Enquanto os métodos tradicionais enxergam a gestão de desempenho como uma atividade anual, a nova filosofia a trata como um processo contínuo.

O mantra é:  monitorar, avaliar e remunerar em ciclos rápidos, de curta duração.

Em resumo, gestão de desempenho é: melhorar a performance da empresa através da melhora no desempenho dos colaboradores.

E uma boa gestão do desempenho se assegura de que isso seja feito cotidianamente (e não anualmente!).

Análise de desempenho, para quê?

gestao-de-desempenho-das-equipes-de-alta-performance

Como garantir, na prática, que os objetivos corporativos estejam alinhados às metas de cada equipe e de cada colaborador?

Como assegurar que as ações diárias de cada unidade do negócio estejam alinhadas ao planejamento estratégico da companhia?

Como estabelecer um sistema de remuneração variável justo que valorize o indivíduo e a sua atuação em prol da equipe?

Como saber em quais treinamentos investir e para quem?

Ora, com um sistema de gestão do desempenho veloz, como o placcar.

Aliás, a gestão de desempenho está fortemente relacionada à gestão de metas, um assunto que, não por acaso, também gostamos muito de abordar.

→ Leia nosso artigo de Gestão de Metas e entenda como podemos ajudar a sua empresa a ter mais foco em resultados

E agora eu lhe pergunto, já imaginou acompanhar tudo isso em tempo real?

Decisões tomadas com mais agilidade e segurança, ajustes no plano de ação em tempo de bater a meta, equipes alinhadas e engajadas em torno da estratégia.

Parece um sonho?

Na verdade, não é.

Em um negócio competitivo, tecnologia é fundamental e você pode perguntar isso aos nossos clientes.

Sistema de gestão de desempenho eficiente: as dicas essenciais

sistema-de-gestao-de-desempenho-gestao-do-desempenho

Verdade seja dita: existem inúmeras formas de criar um plano para a gestão de desempenho dentro da sua empresa.

Mas, como saber se ele é mesmo eficiente?

Dica #1 – Alinhamento e clareza com relação às metas

Estabeleça metas e mensure o progresso. Explique ao colaborador o que se espera dele e como o seu desempenho será avaliado. Entender os objetivos, as regras do jogo e saber que elas são comuns a todo o time é primordial.

Dica #2 – Crie o hábito de feedback constante

Você sabia?

Nas empresas onde o feedback às equipes é constante, o  turnover chega a ser até 15% menor. Por quê?

Os funcionários anseiam por feedbacks: querem saber o que melhorar e como melhorar.

Apesar disso, a nossa experiência nos permite afirmar que na maioria das empresas não há clareza sobre o que fazer e como fazer, principalmente nas equipes de base.

Por isso, o placcar é categórico no combate desse grande inimigo da produtividade.

Inclusive, o nosso software de gestão de desempenho conta com um sistema de mensagens automáticas que orienta o comportamento do colaborador, o que fomenta a autogestão e facilita o trabalho dos gestores (principalmente em equipes com dispersão geográfica).

E mais, podemos utilizar Inteligência Artificial criada sob medida de acordo com as necessidades do cliente.

Veja, você não precisa fazer uma avaliação de desempenho completa mensalmente,  mas é importante avaliar os indicadores-chave de performance com frequência.

Os números demonstram: colaboradores que revisam seus objetivos pelo menos trimestralmente têm 4 vezes mais chances de apresentar uma boa performance.

→ Conheça o nosso artigo sobre Indicadores de Gestão: ter dados vs. ter informação gerencial

gestao-de-desempenho-e-avaliacao-de-desempenho

Dica #3 – Reconheça os méritos e identifique áreas de oportunidades

Uma rotina de acompanhamento da performance, permite identificar as conquistas de cada um e reconhecê-los por isso. Permite também promover a meritocracia, assim como identificar os talentos e áreas de desenvolvimento.

Dica #4 – Disponibilize ferramentas e treinamentos

É extremamente importante que os funcionários se sintam capazes de executar suas tarefas corretamente e dentro do prazo. Portanto, garanta as ferramentas e treinamentos necessários para que isso ocorra.

Nota: o placcar consegue avaliar objetivamente o impacto de um treinamento na performance do colaborador. Aliás…

Dica #5 – Seja objetivo

gestao-de-desempenho-software-de-avaliacao-de-desempenho

Um dos maiores problemas do sistema de avaliação de desempenho tradicional é a subjetividade.

Avaliações muito qualitativas acabam gerando um sentimento de injustiça ou desacordo.

O bom sistema de gestão do desempenho preza pela imparcialidade e objetividade, se apoiando em evidências concretas e numéricas de performance.

#6. Compartilhe o macro

Além de conhecer as próprias metas individuais e de equipe, compartilhe com os colaboradores os objetivos mais macro: do departamento e do negócio.

Assim, eles podem perceber o seu impacto no cenário geral.

A nova filosofia de gestão da performance: uma gestão constante

gestao-do-desempenho-individual-e-de-equipes

Já mencionamos que as avaliações anuais de performance estão virando coisa do passado. Também citamos que empresas líderes como Microsoft, Deloitte, Adobe e GE já adotaram a filosofia da gestão de performance constante.

O que não falamos ainda é que essa nova rotina de feedbacks foca em ações futuras, diferente das avaliações anuais que, em geral, focam em avaliar os erros do passado.

Etapas do ciclo da gestão de desempenho

sistema-de-gestao-de-desempenho-ciclo-da-gestao-de-desempenho

A avaliação individual de desempenho é um dos principais componentes do sistema de gestão da performance, cujas principais etapas são:

  1. Entender os objetivos e metas;
  2. Monitorar e avaliar resultados;
  3. Corrigir falhas e identificar áreas de melhora;
  4. Planejar a capacitação;
  5. Reconhecimento em função do desempenho;

Mas, como implementar esse ciclo com mais agilidade?

O que seria quase impossível há décadas atrás, agora pode ser realizado com simplicidade através de um software de gestão de desempenho.

A relevância de um software de gestão de desempenho, como o placcar

software-de-gestao-de-desempenho-individual-e-de-equipes

Um software de gestão de desempenho, como o placcar, permite avaliar os dados do negócio e das equipes em tempo real.

Por um lado, os gestores conseguem ter uma visão clara de toda a sua operação. Por outro, os colaboradores passam a controlar diariamente as suas metas, estimulando a autogestão.

Dado que esse tipo de software encurta consideravelmente os ciclos de gestão de desempenho, um número cada vez maior de empresas líderes vêm substituindo os custosos e demorados modelos tradicionais para um processo de gestão de desempenho automatizado.

E agora você já sabe o porquê.

Muita calma nessa hora…

sistema-de-gestao-de-desempenho-software-de-gestao-do-desempenho

Antes de sair por aí, “matando” a sua avaliação anual de desempenho, avalie a velocidade do seu negócio e a competitividade do mercado em que você atua.

Se ambas são altas, sim, um processo mais frequente de avaliação de performance, sem dúvida, faria muito bem à produtividade de suas equipes e à lucratividade do negócio.

Reforçamos que todo feedback é bem-vindo! Processos transparentes são essenciais para a construção de equipes engajadas e efetivas.

E é melhor ter pelo menos uma avaliação anual do que não ter nenhuma!

Caso você esteja decidido a adotar essa estratégia, organize-se. Tenha um plano elaborado antes de sair eliminando seu programa atual de gestão de desempenho. Crie um modelo consistente para os seus colaboradores e realize a mudança pensando no bem da sua empresa e dos seus funcionários.

E, qualquer coisa, estamos aqui para lhe apoiar.

placcar
Gestão de Desempenho
51star1star1star1star1star
Newsletter

Newsletter

Receba novos artigos sobre Gestão de Negócios e de Equipes (grátis!)

Parábens! Seu email foi enviado com sucesso.

Share This