Na segunda-feira, lançamos o novo site da placcar.

Renovar o site era mais do que um desejo. Era uma necessidade. O site antigo nem era tão antigo assim: tinha 1 ano de vida, mas de alguma maneira ele ficou “velho” e deixou de refletir o potencial e aspirações da empresa.

As experiências que vivemos com nossos clientes durante esse período demandaram novas soluções. Nos impulsionaram a inovar e evoluir.

Algumas inovações partiram de demandas reais do cliente, como os dashboards mais flexíveis e totalmente customizáveis ou o módulo de treinamento atrelado ao desempenho.

Outras foram impulsionadas por mudanças no mercado como, por exemplo, as opções de ferramentas e métricas que incluímos para estimular um ambiente mais competitivo nas empresas.

Aliás, baseadas na tal da “gamificação” que vem causando alvoroço nos corredores dos departamentos de Recursos Humanos em 2017.

Fato é que nós, como líderes e gestores, precisamos estar sempre atentos às possibilidades de inovação e às novas demandas dos clientes e do mercado.

Hoje, a velocidade em que essas oportunidades surgem é avassaladora. E quem não percebe isso, já era. Fica para trás. Por isso, a primeira reflexão que o novo site trouxe foi…

Reflexão #1 – A inovação como pré-requisito

Inovar não significa ser apenas criativo.

É essencial que a criatividade sirva para solucionar problemas reais e seja viável do ponto de vista de mercado.

Como mencionei anteriormente, as experiências que vivemos com nossos clientes demandaram novas soluções. Nos impulsionaram a criar e evoluir, gerando inovação.

Quando você entrar no site da placcar, vai perceber que ele não usa recursos gráficos revolucionários. A novidade está na forma de comunicar.

Nossa pretensão foi fazer isso com simplicidade e ao mesmo tempo ser o mais abrangente possível.

Sobre isso, escrevo um pouco mais na reflexão #3.

Reflexão #2 – Não adianta inovar se você não comunicar

Essa foi uma grande sacada. Não é só inovar, é preciso também divulgar.

Fato é que em muitas vezes focamos em criar, realizar, melhorar, fazer mais e mais, MAS não investimos a energia necessária em comunicar.

E agora eu te pergunto: de que adianta melhorar o seu produto ou mesmo criar um novo produto se ninguém souber de tudo isso?

O mercado está cheio de “melhores produtos do mundo” que nunca foram e nem serão descobertos por quem precisa deles, isto é, pelos clientes.

Em resumo, uma grande lição é: toda mudança precisa ser comunicada.

Por isso, modificamos o nosso site e é também por isso que estou escrevendo esse texto agora.

A ideia é que você tenha a chance de descobrir que, sim, nós podemos ajudar e te apoiar a controlar melhor o seu negócio, engajar equipes e criar uma cultura de resultados. Mas não para por aí…

Reflexão #3 – Não adianta comunicar de qualquer maneira

Comunicar de qualquer maneira pode ser um tiro no pé. Isso porque o seu interlocutor, ou melhor, o seu cliente não é e não pensa igual a você.

Ele tem outras experiências e outras preocupações. Uma comunicação eficiente considera não só o que você quer dizer, mas também as características do seu interlocutor, do seu cliente.

Daí a importância de conhecê-lo bem, de saber quem ele é e o que deseja.

E você pensa que isso foi fácil para nós? Nada disso!

Nossos clientes são de diferentes segmentos de mercado (financeiro, varejo, seguros, serviços, indústria, distribuição e etc.), atuam em diferentes áreas da empresa (vendas, atendimento, cobrança e backoffice) e, ainda, podem pertencer a distintos níveis hierárquicos (alta direção, média gerência ou nível de execução).

Foi considerando as ansiedades e necessidades deles que decidimos adotar uma comunicação simples, rápida e efetiva, que apresente logo de cara os benefícios e utilidades para cada um deles.

Mas e aí, me conta: o que achou?

Afinal, comunicar é importante, lembra?

Se você gostou do texto, deixe o seu comentário abaixo e, é claro, não esqueça de conferir o nosso novo site.

–  Texto publicado originalmente no LinkedIn do Renato Castro

51star1star1star1star1star
Newsletter

Newsletter

Receba novos artigos sobre Gestão de Negócios e de Equipes (grátis!)

Parábens! Seu email foi enviado com sucesso.

Share This